sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Texto da semana

Encontrei isto algures, enquanto navegava pela net. Ah, antes de mais nada, espero que tenham tido todos um excelente Natal !

Você não saberá quantas vezes falei seu nome em conversas paralelas, e quantas musicas escutei pensando em você. Não vai saber às vezes em que escrevi seu nome no caderno, na mesa, na parede. Às vezes em que te liguei e desliguei em seguida, só para ouvir sua voz. Porque estava com saudades. Você sempre me causou uma saudade imensa, mesmo que você nunca tenha percebido. E eu nunca demonstrado. Também não vai saber que já fiquei olhando fotos suas por longos minutos, e sorrindo sozinho. Nada do que eu diga faria diferença. Nada do que eu faça mudaria alguma coisa entre nós. E é exactamente por isso, porque os meus segredos não mudam nada e as minhas verdades não são suficientes para quebrar as mentiras e ilusões criadas. Que você não vai saber. Não precisa se importar, não precisa entender. Adeus ou até logo. Que seja. Quem amou fui eu, não você.

Allax Garcia

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Carta para amor perdido


Rua do destino, 17 de Dezembro de 2013 

Para ti que te esqueci, algures no meio de uma pausa para café 


Não sei porque razão apareceste na minha vida, nem sequer sei porque razão quis o destino colocar-te nela. Mas aqui estás algures nas minhas memórias, no meu passado. Apareceste de repente e nem se quer me pediste para entrar, não avisas e ainda me destróis o coração. Não é justo! 

Não era suposto apareceres quando eu sabia que tinha uma outra pessoa incrível do outro lado da montanha à minha espera... 
Mas também não era suposto teres feito as promessas que me fizeste e depois não cumprir uma única. Amar é muito complicado, sabias?! Eu sei que também sofreste, o amor é assim mesmo. Fácil amar, difícil esquecer. Mas ninguém te disse que tinhas de me deixar nesta confusão. Se calhar o destino escolheu-te para eu saber que há amores assim, que se ganham rápido e se perdem fácil. Que magoam mais do que muitos outros passados. Que começam num sábado à noite e acabam exactamente num outro dia igual.  
Escrevo-te não para que sintas a minha falta, não para que penses que ainda gosto de ti, não para sentires algum tipo de culpa pelo que me fizeste, escrevo-te para ficar uma boa parte de ti no meu passado, escrito, para que de algum modo não seja apagado.  
Amor, não sei porque te deixei perder, provavelmente é porque assim tinha de ser. Custa-me acreditar que tudo aquilo, amor, foi fingido. Que os teus olhos, amor, mentiram cada olhar trocado, cada palavra dita, cada silêncio. Mas os olhos não mentem, pensava eu. Enganei-me. 
Que o mundo te dê coisas boas, que o teu amor de hoje, seja o teu amor de todos os dias. Não quero que te percas, amor. Eu já me perdi de mim, já me perdi de ti, amor.Não gostei da sensação.
Guarda nas pedras da calçada, na estrada de alcatrão, nas ruas da cidade, nas estrelas do céu, nos sítios que passaste, na rua da minha casa um amor que perdi. E que tropeces em algo grande, não em tamanho mas em conteúdo, que te roube essa dor e te traga o amor, o amor que te fugiu por entre os dedos. Porque, "melhor do que tu procuras é quem tu tropeças". 
Relembro-te assim. 


De uma desconhecida, conhecida de outros caminhos, 
P. 







P.S: Isto refere-se a um encerramento de post's que tenho vindo a escrever, a uma história que acabou algures no outono. Mas não tem a ver com os post's "travel heart".

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013




Eu espero não te ter perdido. Espero que ainda estejas aí, mesmo que tenhas vontade de me virar costas. Já muitos outros se foram embora, por coisas maiores e por menores também. Não quero mais perder pessoas tão incríveis como tu, que se cruzam no meu caminho. 
Eu espero que ainda estejas aí, espero que não queiras fazer desaparecer a tua existência na minha vida, porque eu espero ainda estar na tua. 

Que não seja tarde de mais...


P.S:  Travel Heart

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Presentes

Likes | Tumblr

Não costumo dar presentes, geralmente só dou aos de casa, mas acho que este ano poderá haver uma excepção. Tive uma ideia brilhante e acho, aliás tenho a certeza, de que quem irá receber um miminho da minha parte irá adorar. 
Por vezes temos de dar algo aos outros para que se lembrem de nós, sempre. 

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

pedaços.


Questiono-me o porquê de certos momentos ficarem sempre na nossa cabeça, andarem por ali semi-escondidos parecendo não estar. No entanto estão. Têm o poder de se camuflarem quando estamos ocupados e começamos a pensar em mil uma coisas, mas estão ali. Dão meia volta e decidem aparecer. O problema é que nunca sabemos quando nos vão aparecer. Por exemplo: hoje fui à piscina, tive a minha terapia que há muito que a precisava, tive um dia fantástico, estou cheia de dores musculares, no entanto deparo que estou a dar mil e uma voltas aos meus pensamentos e continuo no mesmo ponto. 

Como é que algo que nos fez bem, demasiado bem em pouco tempo, possa significar tanto? Como pode marcar tanto a nossa existência?! Não faz sentido... porque o amor não faz sentido, por não ter sentido nenhum. Ora tanto faz mal, como faz bem. Mas talvez não seja o amor, o acto de amar que faça mal, talvez, mesmo só talvez seja o facto de darmos parte de nós, e aos poucos há pessoas, escolhidas a dedo, que nos vão levando aos poucos, pedacinho a pedacinho até chegar uma, ou não , que nos devolva pedacinhos melhores. 

fernando pessoa | Tumblr

terça-feira, 26 de novembro de 2013

In love*

Ipad air

E ao que parece o meu pai comprou mesmo um Ipad, estou apaixonada!

Como disse uma amiga minha "ou menos esse não te desilude, só traz coisas boas e nem dá opinião." sem dúvida de que assim é!
Pronto, isto agora é uma animação. Tudo cá em casa está excitado com a vinda do novo brinquedo. 

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

I'm sorry



Há uma pessoa que eu acho que devo um pedido de desculpas. Sinto essa necessidade, mesmo sabendo que não lhe fiz nada, porque realmente não fiz. Mas há coisas entre as pessoas que apenas têm de se ver resolvidas. Eu acho que lhe devo um pedido desculpas só ainda não arranjei coragem nem palavras para lho dizer e explicar. 
Há pessoas que realmente valem a pena, e tu és uma delas! 

terça-feira, 19 de novembro de 2013

positive vibes


E por muitos dias maus que se tenha passado, por muita paciência que se teve, se tivermos a nossa consciência limpa de que se não deu, não foi por vocês, não foi por falta de vontade nem falta de amor, ficamos mais calmos e pacíficos que nunca. E parece que desta vez o universo decidiu seguir a meu favor. Hoje o dia correu bem, hoje o dia foi bom. Posso dizer que pela primeira vez em alguns anos sinto-me completamente bem e feliz. Hoje o destino foi bom comigo, percebeu que afinal eu também mereço um pouco de paz. Ponto de equilíbrio restaurado e recomenda-se! 

Continuação de uma boa semana*


"Welcome to the new age"

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Instagram


Гаджеты | 18 фотографий

Acho que ainda não mencionei aqui no blog, mas eu adoro tirar fotos a tudo o que é bonito. Nem que seja a um poste de electricidade com o pôr-do-sol como fundo. Adoro simplesmente. Mas o problema está no seguinte, eu não ando sempre com a máquina atrás e depois o meu telemóvel não é nenhum android todo xptó que dá para ter instragram. E sim, também não tenho Ipad e era uma coisa que queria muito...
Ah, outra coisa, não vou colocar tudo o que é foto no meu facebook pessoal, pois não teria assunto e depois nem toda a gente precisa de saber o que ando a fazer todo o dia. Por isso revolto-me, o instragam devia dar para pessoas que como eu não têm esses telemóveis, ipads, mini ipads entre outros. Ou isso ou começo a fazer uma vaquinha para comprar um Ipad, ou até quem sabe o meu pai resolva de uma vez comprar um.
Entretanto, vou tendo o pc atolhado de fotos ao chão, ao céu, às pessoas, aos cães, aos bancos de jardim, etc.

Secret!

cute as fuucckk | via Tumblr

Acho que nunca cheguei a dizer completamente a ninguém, que tenho um desejo secreto de ter uma tartaruga. A sério, acho-as tão pacíficas, tudo numa boa, gostam de água e depois tem ainda outro ponto essencial a meu favor, o meu cão não as consegue comer, porque elas têm carapaça, logo posso ter uma. 
Acho que vou pedir uma de prenda de natal, nem era de todo mal pensado...

Pensamento/frase da semana*



P.S: Travel heart. 

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Texto da semana*

Tenho trabalhado tanto, mas sempre penso em você. Mais de tardezinha que de manhã, mais naqueles dias que parecem poeira assenta e com mais força quando a noite avança. Não são pensamentos escuros, embora nocturnos… Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você. Eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projecção daquilo que eu sentia, e se era assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais conseguir ver, entende? Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu. Mas se você tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia — qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido. Tinha terminado, então. Porque a gente, alguma coisa dentro da gente, sempre sabe exactamente quando termina. Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas. Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo. Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim. Te escrevo, enfim, me ocorre agora, porque nem você nem eu somos descartáveis. … E eu acho que é por isso que te escrevo, para cuidar de ti, para cuidar de mim – para não querer, violentamente não querer de maneira alguma ficar na sua memória, seu coração, sua cabeça, como uma sombra escura.
Caio Fernando Abreu
P.S: Porque por vezes encontramos nas palavras dos outros um conforto, uma certeza, uma ideia, uma ajuda para aquilo que se passa dentro de nós.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Facebook!


Pois bem, decidi-me a criar uma página no facebook aqui para este meu rico cantinho!
Aos meus queridos seguidores e leitores de todos os dias e a todos os outros que todo o mundo é bem vindo, fica aqui o link : 




Boa semana, kiss*

Regras de sobrevivência.



dont worry


Decidi tomar nota de umas dicas para conseguir sobreviver neste mundo. 

1ª Não te iludas por gestos bonitos, sorrisos falsos e palavras bonitas. 
2ª Duvidar sempre de algumas pessoas mesmo que te falam nos olhos. Os olhos também mentem. 
3ª Não me apaixonar facilmente!
4ª Deixar de me preocupar com pequenas coisas.
5ª Não ser demasiado carinhosa, simpática, sorridente. Ser frio é que está a dar e desse modo afastas todas as possibilidades de sentir qualquer tipo de sentimento mais forte. 
6ª Lembra-te, os teus amigos estão sempre lá para te ajudar! 
7ª Relembra e guarda sempre o que é bem, e que aprendeste sempre alguma coisa com a experiência.
8ª Seguir à regra estas dicas. Sem elas nada feito.
9ª Tomem nota do que diz na imagem.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Gosto!


Gostei da versão desta música na voz destes dois ex concorrentes do Ídolos!


"Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!"

Constatação


FUUUUUCK! 

sábado, 9 de novembro de 2013

equilíbrio




Desde sempre ouvimos a célebre frase de "quem não arrisca não petisca!" Confesso que sempre levei muito em conta o significado dessa frase. Sempre arrisquei. Quase sempre me atirei de cabeça mesmo sabendo que poderia não ter quem amparasse a queda. 
Há situações que devemos aplicar a frase, mas há outras que não. Há outras que devíamos ligar mais ao que a cabeça nos diz e não tanto ao coração. Já Fernando Pessoa dizia que não se conseguia nunca distanciar do pensar quando sentia alguma coisa, e em certo ponto acho que ele fazia bem, porque nem sempre nos devemos levar pelos sentimentos. Afinal de que passam eles? Des respostas ás nossas hormonas que agitam o nosso sistema nervoso, que baralham o nosso sistema interno, o nosso equilíbrio. Quando nos habituamos a estar de certa maneira, a deixar de sentir as coisas com demasiada intensidade o nosso sistema está em puro equilíbrio. O pior é quando de um momento para o outro quando menos esperamos cai-nos em cima um turbilhão de sentimentos, umas quantas de perguntas sem resposta e o nosso cérebro constantemente a dizer-nos "não vás por esse caminho, lembra-te do que vem com ele". Mas bad decisions make good stories.
No entanto, continuo sem perceber o motivo de isto me estar a acontecer agora mesmo se eu estava tão bem, mas tão bem como estava, sem me preocupar... Porque agora, agora sei que não estou bem, o meu equilíbrio desequilibrou-se. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

I got a love...

E parece que mesmo uma pessoa tendo caído vezes sem conta, voltar a pensar que não pode agir de tal forma, não pode correr atrás daquilo que acha que deve correr, depois de perceber que nada à distância dura, decido meter-me numa outra aventura, mesmo sabendo que isto de gostar de alguém é complicado...  

So, i got a love that keeps me waiting and it sucks ... 


sábado, 2 de novembro de 2013

question*




Deixo aqui uma pergunta no ar, que me anda a ocupar os pensamentos. Será alguém capaz de nos mentir nos olhos? Mesmo sabendo que podem ferir a pessoa. Será isso possível? 

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

31 de Outubro!

Happy Halloween.

Desejo a todos um bom Halloween, amanhã já não é feriado, infelizmente, mas aproveitem à mesma!

Bom resto de semana* 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

perdi-me.


Será que devemos sempre dizer o que sentimos? Poderemos nós dar-nos a esse luxo, não sabendo se obteremos resposta ou não?  Dizem que quem cala consente.  Mas nem sempre o silêncio dá uma resposta. Tenho os teus olhos postos nos meus, o teu sorriso cravado na minha memória e uma saudade imensa que me assola o coração. Ando perdida, completamente perdida... Fazes tudo aquilo que eu sempre quis e que até hoje nunca ninguém o disse nem nunca ninguém o fez. Chegaste tu, chegaste nem sei bem de onde nem sei bem porquê. Fazes-me bem e apetece-me dizer-te que sim, que me fazes bem... 
Não sei se devo dizer-te tudo aquilo que me vai cá dentro, não sei se devo apaixonar-me por ti, e esse é o medo que paira na minha cabeça, que ocupa todas as minhas perguntas, todos os meus actos, todos os meus pensamentos...

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Pólo*





Lembram-se das minhas belas sextas-feiras?? Pois isto agora virou três dias da semana, é incrível!

O meu irmão decidiu entrar na equipa do mini-pólo, ele e uma amiga minha, também jogadora, querem que eu entre. Não vou fazê-lo, já lá vão os tempos em que estava em forma... 
Passando à frente, isto de conviver mais com os jogadores de pólo leva ao convívio com os fantásticos séniores da equipa, que são qualquer coisa maravilhosa. Eu assisto sempre ao treino completo, confesso que o fim é que é sempre o melhor. Entra a inspiração pela piscina a dentro. O melhor jogador de pólo, a nível nacional e tudo, chega para iniciar o treino. Chamamos-lhe a inspiração porque ele é qualquer coisa, loiro e de olho azul e antes fosse só isso. 
Temos uma deixa para ele "Ele não anda ele desfila. Deixa ele passar não olha, não mexe!" É assim que uma pessoa ganha inspiração :)

Boa quarta-feira, que a minha promete. 

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Hoje é isto!



Porque realmente há coisas que simplesmente não poderiam ser mais explícitas e concretas. Como costumo dizer "tal exacto"!


Boa semana *

sábado, 28 de setembro de 2013

Cups*


Porque, por incrível que pareça as pessoas só sentem a nossa falta quando em vez de estarmos sempre atrás delas começamos a criar a indiferença. Aí sim, as pessoas dão-nos valor.
"You're gonna miss me when I'm gone
You're gonna miss me by my hair
You're gonna miss me everywhere,"

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Pensamento/frase do dia




"Não crie expectativas, crie indiferença. Assim se não der certo, tanto faz.", A minha frase do dia. Eu deveria ser mais assim, indiferente, mas não dá para ser assim espero sempre demais das pessoas, muitas vezes das pessoas erradas...

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Com o tempo vamos esquecendo, vamos nos mentalizando que é melhor desta maneira. Afinal estar só não é somente mau nem bom. Estar só é uma fase da vida ou várias, faz parte dela como respirar, chorar, rir...

Apenas temos noção de que estar só é mau quando passado muito tempo de estarmos sem ninguém , tropeçamos numa pedra enorme no meio do caminho. Temos medo. Será que devemos arriscar? Será que vale a pena apanhar a pedra do chão ou simplesmente passar-lhe por cima? Surgem inúmeras perguntas sem resposta na nossa cabeça. Eu tropecei, e depois caí redonda no chão. E foi aí que me apercebi de que estar só não é somente mau nem bom, estar só faz parte, ou menos enquanto estamos nessa fase vamos-nos habituando a ela, convencendo-nos de que é melhor dessa maneira.

*



Gosto da música é bastante bonita. E depois tem sempre algum significado sentimental...
"On another love, another love 
all my tears have been used up"

domingo, 25 de agosto de 2013

Sempre bom.

Just a kiss dude

É domingo, vamos sair. Fomos ver carros.

Irmão: Pai, olha já que todas as carrinhas são caras porque não compras um carro??
Eu: Olha, mas o pai precisa de um carrinha nova. (todos adoramos uma das carrinhas) Pai, não sei se consigo conduzir uma coisa deste tamanho, mas adoro o interior.
Irmão: Pai, porquê que em vez de comprares uma carrinha não compras um carro para a mana?! Eu acho que dava muito jeito. 

É por estas e por outras que eu adorooo o meu irmão. É sempre bom te o apoio do irmão. Vá, não necessito de um carro para mim, felizmente tenho a possibilidade de ter sempre disponível um carro para ir onde precise. Mas não é que me importasse de ter um só meu siéquemeintendem.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Esquisitices (2)

Abigail Taylor Photography

Julgo que não serei o único ser à face da terra a quem aconteça isto. Quando me falam ao ouvido eu arrepio-me toda, tenho uma certa comichão ou impressão no ouvido. É engraçado e ao mesmo tempo não, porque ninguém me pode contar nenhum segredo ao ouvido que eu começo a mexer-me toda, deve ser mesmo divertido de me ver nesses momentos. 

Travel heart


É verdade, tenho mesmo... Acho que já cá faltava um pouco de "romance" aqui no blog e Tu ficas sempre com esse tipo de post. Incrível! 

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Divirtam-se!


Há coisas que nos dizem e que simplesmente ficam retidas na nossa mente, como um disco riscado. Repeat, repeat and repeat. Por isso o melhor a fazer é exteriorizar aquilo que nos vai na alma.
No passado sábado à noite, saí para um bar qualquer que não conhecia, mas famoso por fazer boas caipirinhas. Supostamente era para ser só raparigas, mas dois "desconhecidos" acabaram por lá aparecer. A rapariga que os conhecia anda, ao que parece, apaixonada por um deles. Enquanto toda a gente bebia as suas caipirinhas e eu me divertia com as pessoas, estando a rir, a dizer piadas ou a cantar que fosse, essa rapariga disse : "Ó P. tu bebes um bocado e ficas logo "contente", ou melhor, nem precisas de beber não é? " Não lhe respondi se quer, ignorei porque nem valia o esforço. O que eu acho mais engraçado é que muito provavelmente ela só disse isso por estar lá o rapaz ou coisa do género. Porque essa pessoa nunca me viu bêbeda, nem ela nem ninguém. Nunca apanhei nenhuma bebedeira até hoje e fico contente por isso. Não preciso de beber para ficar "contente", porque felizmente sou uma pessoa bem divertida e que gosta de se divertir. Quem bebe que o faça, não me interessa. Que beba muito, que fume, que dança que faça o que lhe der na cabeça. Isso não me compete a mim julgar. É por isso que não gosto que me julguem por algo que não sou ou que não faço. Acho feio as pessoas fazerem isso muitas das vezes para se sobressaírem ou mostrarem que são algo que não são. Somos aquilo que somos, e mais vale mostrarmos quem somos do que andarmos aí a esconder e mostrar outra personalidade qualquer. Saiam, dancem, divirtam-se da maneira que bem vos apetecer, temos de aproveitar. Sejam divertidos!

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Over, for now.

(À espera do comboio.) 

De volta a casa só sinto as saudades. Ainda à dois dias cheguei a casa e parece que passou uma eternidade desde que voltei da Régua. Era para voltar para lá hoje, mas não será possível, enquanto lá estive pouca coisa que esperava acontecer não aconteceu, por isso não seria amanhã ou depois que aconteceria. A minha mãe diz que já falo como os de lá e que um dia ainda me mudo para lá. Certo é que realmente é muito bonito de se lá estar, mas por uns tempos, não uma vida, porque lá as oportunidades de trabalho são poucas e fica-se um pouco longe de tudo. 
Conheci mais gente nova, já fiz mais amigos, infelizmente todos emigrantes. Até alemão aprendi e estou decidida a começar a aprender realmente alemão e mais o francês para saber comunicar melhor com eles. Houve muitas aventuras, muitas maluqueiras e há muitas horas de sono para repor.
Agora é ansiar que mais um ano passe para estar lá de volta e aproveitar o que ainda resta de férias. 

terça-feira, 6 de agosto de 2013

News!




Bem, depois de umas semanas sem dizer nada tenho algumas coisas para contar. Acho que nestes últimas semanas este blog poderia passar a ser um blog de cozinha a um blog de casos sórdidos é que todos os dias acontecia algo novo, mas sempre grandes cenas. Pretendo amanhã mostrar-vos o porquê de o blog poder ser de cozinha, poderia também contar-vos o que se passou na Régua mas como alguém inteligente (ou não) disse, what happens in Régua stays in Régua, mais dois fim de semanas lá e volta-se definitivamente a casa.E pronto, era só isto. 


terça-feira, 23 de julho de 2013

Bacherolette


Untitled


Um filme espectacular, é de rir do início ao fim. Tem imensa piada, confesso que gosto sempre dos filmes onde participa a actriz Rebel Wilson. Ela é incrível. 
No filme há também uma parte de romance, mas gira tudo em torno das três damas-de-honor que decidem "arruinar" o casamento por engano. Estando de férias passa-se as madrugadas a ver filmes.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

esquisitices



Há coisas estranhas que para muita gente pode parecer normal, mas para mim é uma coisa que me deixa nervosa e a pensar em mil e uma coisas. Eu gosto de dar a mão à pessoas, mas estou muito habituada a fazê-lo só com o meu irmão ou com um namorado. Falo de dar a mão, não o simples gesto de como se fosse a cumprimentar alguém, mas sim o entrelaçar os dedos. Faz-me imensa confusão quando alguém por alguma razão ou até nenhuma me decida dar a mão desse jeito e, se apertam muito a mão mais estranho é. A última vez que me fizeram isso foi à nem uma semana e eu comecei logo a pensar no porquê de X pessoa o ter feito, não sei se o facto de X pessoa ter tido um relacionamento comigo implica alguma coisa , visto que X tem uma nova relação e o "relacionamento" já foi há demasiado tempo para ter importância agora. Mas sinceramente para mim faz-me muita confusão quando me dão a mão desse jeito, não tenho nenhuma explicação em concreto, mas só em casos ditos "especiais" é que ando assim de mãos dadas.

Vacanza *

Antonella Armanini | via Facebook


Finalmente as minhas mini-férias na Régua estão quase a chegar. Se tudo correr daqui a uns 8 dias lá estou, pois as festas já começam e este ano não se pode falhar. Tenho de aproveitar bastante bem os 4 a 5 dia que vou lá estar, para descansar, passear, vai ser para o estardalhaço. Tudo com carta e ainda temos um carro, nem vai ser bom. 
Vou tentar tirar fotos a todos os dias que lá passar e fazer uma espécie de sequência de "momentos". Vou ver os meus amigos emigrantes que vem todos de férias agora. Será muito bom e será merecido o descanso. 


Boas férias para todos, aproveitem-nas bem porque passam a voar. 

terça-feira, 16 de julho de 2013

time to relax.


No passado Sábado foi o último dia de férias em família e então, os meus pais decidiram ir até ao Gerês. Costumo ir praticamente todos os anos lá, é sempre um bom sítio para visitar principalmente com o bom tempo que tem estado. Passamos lá o dia e no final fomos os três fazer uma massagem nas termas e eu ainda fui com o meu irmão para a piscina. Foi a primeira vez que fiz uma massagem "a sério". Soube-me pela vida, saí de lá super relaxada, senti-me tão leve. Já quanto estive na piscina me senti muito menos stressada. Quem tiver oportunidade que faça uma massagem que é dos grandes prazeres da vida ainda por cima com música relaxante. 
E ainda vi a casa do Ronaldo, bem de longe mas lá a vi com certeza que ele não deveria andar por lá mas no entanto lá vi a casa.

O que se ouve...


Enquanto o sono não vem, ouve-se boa música. Parece-me que hoje a minha mente será bombardeada por sonhos que nunca passarão apenas disso, sonhos. Mas sempre me disseram para nunca dizer nunca.


Boa semana *

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Conversas*


(Na casa de uns amigos meus.)

Ele: - Então como está a menina? Passou bem?

Eu: - Estou bem, mas neste momento a derreter... (visto que estava um calor daqueles) 

Ele: - Ah sabes como é os bombons é assim, derretem-se. (riu-se)

Nem tive resposta, mas só me apeteceu rir. Btw, o filme foi espectacular, não seria ele Velocidade Furiosa 6.


terça-feira, 9 de julho de 2013

Dos piores

Spring Breaks ♥ | via Tumblr

Não sei se alguém já teve a oportunidade de ver o filme "Spring Breaks", mas não percam tempo, falo muito a sério. No dia dos meus anos, ou melhor já era no dia seguinte, passei quase duas horas a ver esse filme, enquanto poderia estar a dormir ou a fazer algo mais divertido. Quando vi o trailer do filme esperei bem mais do que aquilo que vi. O filme parece super animado, mas mal aparece um gajo qualquer com uns dentes de metal ou que raio é, vestido à gangster perde logo a piada toda. Mas o pior nem é isso. Confesso que o final, esse sim foi dos melhores que vi! Claro que estou a ser irónica, não tem absolutamente nexo nenhum. A mais inteligente no filme todo foi sem dúvida a Selena Gomez, se virem perceberão porquê.
Peço desculpa a quem tenha gostado do filme, mas eu sinceramente confesso que foi dos piores que já vi, se não o pior.
Mas vá, gostos são gostos. 

sexta-feira, 5 de julho de 2013

migas*

Jose Ortega | via Facebook

Na passada quarta-feira à noite, encontrei com um grupo de amigas que já não estávamos juntas assim as cinco há imenso tempo. Há sempre imensas novidades para contar e muito para rir. No meio da conversa eu perdia-me constantemente, pois elas falavam deste, daquele e do outro, pessoas ou coisas que conhecia muito vagamente, então estava constantemente a dizer "vocês falam muito rápido, assim não capto nada". Só me ria. Combinámos uma próxima saída para irmos a uma festa de Verão, ainda não está nada devidamente marcado e estabelecido mas vamos lá ver. Já tinha saudades destas noites de Verão

terça-feira, 2 de julho de 2013

1º de muitos



Hoje foi oficialmente o primeiro dia de praia. Ao início da manhã não estava lá grande tempo, estava frio e nublado. Depois por volta do meio dia a coisa melhorou e ficou um calor mesmo forte. Já apanhei um escaldão, pequeno felizmente, e dei o primeiro mergulho. A água estava óptima, um pouco fria ao início mas depois habitua-se. 
Amanhã segue-se outro dia de praia :)

Boa semana*

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Coisas que gosto.

FOREVER YOUNG

Gosto de conduzir, especialmente à noite. Isto porque, em primeiro lugar há muito menos transito para quase todos os sítios que se vá. Segundo, posso andar à velocidade que me apetecer (quer dizer, depende...) pois havendo menos carros escuso de andar ali sempre numa correria. E depois, quando conduzo de noite vou com companhia, e então cantamos todos bem alto quando passa alguma música na rádio que gostamos. Caso vá sozinha, vou a aproveitar a boa música e a apreciar o silêncio da noite. 

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Não façam isto, na estrada.


402700_465891743450781_299819273_n.jpg (500×295)


Há umas semanas eu e mais dois amigos, fomos até à Régua de carro, à noite. Conhecendo apenas eu o caminho, fui eu a "guiá-los". Pensavam eles que a viagem era bastante fácil, quando viram as imensas curvas contra-curvas, sempre a subir ou a descer imenso nem queriam acreditar. 
A caminho de lá, entramos na Auto-estrada até certo sítio. A S. que ia a conduzir, não tem "via-verde" e nas portagens tem que retirar o ticket. Esse momento da viagem é bastante complicado, porque encostar o carro bem junto à máquina é difícil e depois uma pessoa é pequena e tem que esticar o braço todo ou então sair porta fora. O mais interessante é que aquilo tem um tempo, passado esse tempo a cancela fecha e depois pagamos uma multa de não sei quantos euros, e é se queres. Como ainda é complicado tirar o ticket, pôr o cinto e arrancar... o que se passou foi que enquanto a S. arrancava, carregava na embraiagem e eu metia as mudanças. Isto, à entrada e saída de uma auto-estrada. Foi divertido, mas não aconselho, podem sempre se enganar a meter as mudanças do lado esquerdo e o carro ir abaixo, logo que não haja muitos carros a circular é na boa, o que foi o caso. Foi cá uma aventura...

Music everywhere.



Só porque passei a tarde, praticamente toda, a ouvir esta música, em modo repeat. E tem um bom ritmo. As saudades que tenho de passar horas e horas a dançar...
E que venham com força as belas noites de Verão!


segunda-feira, 24 de junho de 2013

2*





É verdade, já faz 2 anos que tudo isto começou. Eu e a M. nos aventuramos pelo mundo mágico da blogosfera. Acho que nunca pensei que isto tudo tivesse tanto impacto no meu dia-a-dia, que conhecesse pessoas tão fantásticas como as que conheço. Tudo começou na véspera de S.João, ontem passada em casa e com uma vontade enorme de levantar o cu do sofá e ir a correr para o Porto, mas mais anos virão e mais oportunidades também, mas isso agora não interessa nada.
Foi mais um ano repleto de boas coisas, boas experiências, muitos desabafos, muitas alegrias, a "saída" da minha grande companheira M, que faz uma falta enorme neste cantinho.
Espero que venham muitos e bons anos e espero que continuem a gostar deste cantinho, que apesar de ultimamente não ter dado muitos sinais de vida (prometo que quando entrar de férias a coisa melhora), eu lembro-me sempre dele e prometo continuar a tratá-lo da maneira que ele merece.

Um grande obrigada aos meus seguidores e leitores habituais, um beijinho enorme para  todos vocês! 





sexta-feira, 21 de junho de 2013

convites.





Anda tudo numa boa vida, é convites para ir tomar café a idas à régua. Ainda ontem, a minha mãe estava de folga e decidiu ir ao Porto, passar lá o dia com uma colega. *Não fui* . Uma amiga minha "P. vamos amanhã à foz, vamos andar de patins e almoçamos por lá?"  A minha resposta foi : "Só posso se for de manhã, tenho que vir almoçar a casa, tenho muito que fazer." - acabei na mesma por não ir.
É os meus primos que me convidam para ir à Régua que é só festas atrás de festas, é o pessoal toda a falar do S. João no Porto e eu ainda sem saber que fazer. Se vou, se não vou. Só vou, se tiver maneira de vir embora mais cedo, não posso dar-me ao luxo de chegar a casa ás 7h da manhã, se não passo o santo dia a dormir. Quando chegar dia 29, nem vou parar em casa. Tenho muito que fazer nestas férias, muitos planos, muitas viagens de comboio, muitos momentos para passar e acima de tudo muito para relaxar e pensar positivo. 

terça-feira, 18 de junho de 2013

Simples.






E que de algum modo, algo positivo vos abrace sempre a alma e vos segure na esperança de um dia conseguirem tudo aquilo que sonham. Apenas isso.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Fotos.

*Princess* | via Tumblr

Já algum tempo que ando com esta ideia, mas só hoje é que me lembrei de a por em prática.
Quero colocar fotografias de momentos, dias, pessoas especiais na parede do meu quarto. Para daqui por uns anos, já quando muita coisa tiver mudado na minha vida e muitas das pessoas que estão comigo hoje tiverem seguido caminhos diferentes do meu os possa rever nas fotos, relembrar bons momentos. Já tenho algumas coisas guardadas desde o início do secundário, quando começar uma nova etapa mais lá estarão de certeza. 

Quantas e quantas vezes... Depois anda o telemóvel a nadar pela cama.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Estranho é ...




... quando começamos a imaginar tudo aquilo que todos queremos com alguém que sabemos que não podemos ter.  Estranho é pensar que não posso gostar de x pessoa, sentindo um amor estranho por ela. Estranho é este mar de emoções e complicações que pairam neste coração. Estranho é eu estar assim...

terça-feira, 11 de junho de 2013

Só porque sim.


Tu estás livre, e eu estou livre
e há uma noite para passar.

(...)

Tu estás só e eu mais só estou
que tu tens o meu olhar. 


sábado, 1 de junho de 2013

Bizarro.





Aquela necessidade bizarra que acontece talvez a poucas pessoas de exteriorizar os sentimentos. Em que se está a ter uma bela de uma conversa observando o rio, de repente dá-nos uma vontade de dizer tudo aquilo que ali vai dentro de nós. Aquilo que nos corre pelo corpo todo a uma velocidade alucinante. Que quase não cabe no peito e tem uma vontade enorme de sair pela boca por forma de palavras. A voz trémula e baixa naquela dia de Sol magnífico, com a melhor das companhias. 
É estranho esta nossa necessidade de exteriorizar os sentimentos. Sabendo que corremos sempre o risco de ouvirmos um redondo "não" do outro lado. Aí faz-se um vazio imenso no nosso coração. E o sentimento escorre pelos olhos.

Please be awesome*



Large



Junho, o meu mês e do pai. O mês da pressão e das oportunidades. Vamos lá ver se é desta que é ou não. Vamos lá ver se este vai ser um bom mês ou não. E está quase aí o verão, por isso toca a preparar. 

Bom mês :)

sexta-feira, 31 de maio de 2013

I'm in a situation.

Large

Eu realmente não sei como isto é possível, mas é tal e qual como me sinto neste momento. Não sei quais as razões que me levam para a tristeza, sinto é que já ando a sofrer por antecipação. 

sextas de manhã.



Hoje de manhã, à espera de uma amiga.

X: Bom dia. Por aqui tão cedo? 
Eu: Sim, estou à espera da JC. Ela não veio na mesma camioneta que tu? Ela vem sempre nessa.
X: Não... mas esta é a que vem de tal lugar... Tu hoje estás muito rosadinha. 
Eu: Ah, isso já é habitual (risos)
X: Isso dá-te um ar diferente. Ficas mesmo bonita assim. Isto é de já não conviver contigo à algum tempo. 

Entretanto seguimos caminhos diferentes. Este meu colega costumava-me sempre dizer isto, quase todos os dias era assim. Eu ando quase sempre muito vermelha, basta andar muito tempo com a cara ao sol que pronto. Há quem diga que me favorece. Eu ainda não aprovo muito bem essa opinião. 
Até que tenho saudades da minha antiga turma. Nem tudo era mau. 



quarta-feira, 29 de maio de 2013

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Get lucky


Das que mais ouço actualmente. Gosto da música, tem ritmo dá sempre para animar um bocado.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Sábado à noite.


Sábado à noite, o meu pai deixa-me levar o carro para ir tomar café com alguns amigos. Saiu eu de casa ás 10 da noite. Fui buscar uma amiga. Ela mora num sítio que me faz lembrar as ruelas da régua, sempre a subir e estradas muito estreitas. Paro o carro num sítio "acessível" e fácil. Estava de noite e ainda por cima havia pouca iluminação pública. Vejo três homens a aproximarem-se do meu carro. Estão a fumar e a falar muito alto. Um dos três olhou para dentro do carro para perceber quem era, reparei que me reconheceu. Era um rapaz que andou comigo a tirar a carta, que era um chato que sei lá. Perguntou-me se já tinha carta e disse que o meu carro era muito bonito. Auto convidou-se e tudo, para dar um passeio comigo de carro - claro que quem levava o carro era eu - disse-lhe que isso depois via-se. 
Depois quando a minha amiga chegou contei-lhe a situação, desmanchou-se a rir, não era caso para menos. Enfim, pormenores de sábado à noite.

montanhas russas.


Tumblr_ml5n72m1qp1ryqnbto1_400_large


E de como eu gosto de andar nisso. Já não ando há uns bons anos, tenho mesmo saudades. Lembro-me de que no 6º ano tive uma visita de estudo à Bracalândia e andei mais de dez vezes na montanha russa, adorei mesmo aquilo. 
Tenho de ver se volto a um destes parques de diversões. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Pensamento/frase da semana




«Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros.» 
Texto de Tati bernardi

E até parece que  é assim mesmo que se processa. 



terça-feira, 14 de maio de 2013


Mas como é isto possível?  Isto já me começa a afectar o raciocínio. Lembro-me do que possa fazer ou não, invades o meu pensamento e não há maneira de sair. Não pode estar a acontecer novamente. Déjà vu. 

Douro*

Neste último fim de semana, fui novamente à Régua. Passado um ano de lá ter estado, voltei como era de esperar.
Tirei muitas fotografias e desta vez visitei muitos sítios que ainda não conhecia.
Esta ida lá, deu-me uma ideia muito boa para surpreender alguém. Vamos lá ver se eu consigo fazer acontecer. 





As três pontes - Peso da Régua















                                                                        Vista da quinta da Sandeman.