domingo, 10 de fevereiro de 2013

1º passo



Sempre me disseram que os rapazes é que deviam dar o primeiro passo no que toca a relações. A minha mãe sempre me disse para nunca ser eu a primeira a dizer que gostava de x ou de y. A verdade é que sempre fui muito ao contrário disto. Sempre que gostava de alguém dizia-lhe, poderia demorar a fazê-lo mas fazia-o. Hoje numa saída com uns amigos, deparei-me com uma situação que me enervou bastante. O  rapaz que nos vem sempre buscar e uma amiga minha gostam um do outro. É que toda a gente já percebeu. Ele farta-se de mostrar isso e até já me contou isso. Ela confessou-se a mim esta semana. Na ida para o bowling, dentro do carro, andavam sempre a pegar um com o outro, ela a fazer cenas de ciúmes porque ele estava a mandar mensagens para uma rapariga. Bem, foi lindo de se ver. Apesar de eu e dos restantes assistentes repararmos que eles estão caindo de amores um pelo outro, não o admitem para com eles mesmos. Vão ser daquelas pessoas que sempre foram apaixonadas por outra uma "vida" inteira mas nunca foram capazes de dizer ao respectivo por pensarem não serem correspondidos. Não se pode ser assim, ás vezes temos mesmo que correr riscos, sejam eles de que tamanho forem, porque se não corremos um risco ainda maior, o de não sermos amados e vivermos felizes para todo o "sempre". Esta coisa do amor sempre foi muito complicada, mas as pessoas complicam ainda mais...

1 comentário:

Orquídea Branca disse...

E às vezes podem perder a pessoa da vida delas por "brincadeiras" assim....