sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A gerência agradece



Há momentos em que torna-se impossível escrever. Ora porque a inspiração está a leste, ora porque o turbilhão de emoções invade o nosso território. Quem é capaz de gerir estes extremos tem a vida facilitadíssima. Eu, ser terráqueo com todos os defeitos que isso implica, não consigo escrever nada de jeito porque as hormonas (ou lá o raio q'a parta) andam doidas - como as galinhas quando vêem um galo jeitoso - e não me deixam ser a M.... Está certo! Nunca fui normal e não é isso que espero vir a ser mas desejava voltar aos parâmetros normais da anormalidade mas os santinhos não querem nada comigo. Enquanto isto não for ao sítio, levam comigo numa versão pirosa e pouco original.

A gerência pede, desde já, desculpa pelos transtornos causados.
Cumprimentos,
M.

2 comentários:

béu disse...

és tu e toda a gente! Quando ando em turbilhão de emoções não consigo parar um segundo e escrever o que quer que seja! portanto, estás desculpada :b

Helena Magalhães disse...

A inspiração está à nossa volta, em todo o lado, nos amigos e na tua cabeça. Smile one :))