sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Coisas do destino*


Eu bem digo que nada é por acaso. Há pessoas que nos estão destinadas, no sentido de se cruzarem na nossa vida. Uns nas fases boas, outros nas fases más e outros que aparecem em diversas situações. 
Já fui de acreditar mais no destino do que actualmente, mas na verdade há realmente sempre alguém que é só para nós, por isso é que quando a conhecemos tudo muda, começa tudo a fazer sentido, a vida ganha outra cor e, é por isso que ás vezes se for mesmo essa a pessoa certa não mudamos para outra, porque aquela estava destinada, era aquela peça que faltava no nosso puzzle, sempre incompleto. A peça pela qual atravessávamos oceanos, países, cidades até a encontrar e, no fim das contas, ficamos a saber que ela sempre esteve bem lá perto, a gente só não a olhou direito.

4 comentários:

Filipe disse...

Ya, às vezes procura-se tanto e essa pessoa está aqui mesmo ao lado :)

B disse...

eu digo que não acredito no destino, mas quando acontecem certas coisas calo-me porque fico com a sensação que é realmente o destino. enfim... vá-se lá compreender isto!

Parede Escrita disse...

Por vezes é assim :)

Telma disse...

às vezes também acredito nisso :)