quinta-feira, 24 de maio de 2012

Paragem para duas de letra!

Hoje cheguei cedo à estação de manhã, mais cedo que o normal. Assim, consegui rever a minha amiga, a Boninha. Ela ia já apanhar o comboio, enquanto que eu ainda teria que esperar mais de 20 minutinhos...
Combinámos encontrarmo-nos no comboio das 13h54 para darmos duas de letra antes de chegarmos a casa. E há hora combinada lá estávamos. Subimos a rua da farmácia e paramos no sítio habitual, geralmente lá fazia sombra, desta vez não, mas acho que foi dos dias em que mais tempo lá estivemos. A conversa resume-se quase sempre ao mesmo, rapazes e a nossa incompreensão.
Eu e a Boninha já nos conhecemos desde que começamos a palrar e a andar que nem bonecas que ainda não sabem pousar bem o pé no chão. A cumplicidade é muita, não estamos sempre a contactarmo-nos, é raro, por isso é que pessoalmente tudo parece muito verdadeiro, ingénuo e humilde.
Ah, mas vamos lá falar da conversa. Ambas chegamos à conclusão que rapazes de jeito e interesse estão sumidos como dizem os brasileiros, ou isso, ou estão longe daqui da zona. Falamos mesmo muito disso. Eu falei-lhe dos bons rapazes do pólo, de alguns aqui da terra com pinta mas que são tramados. Ela falou de rapazes bonitos e de onde estes provêm e eu digo-vos, fiquei surpresa. Não é que a sua proveniência é de Lordelo? Isso no sentido de ser um local perto da nossa área, a nível nacional não sei de onde provêm.

Finalizando a conversa, que já ia longa... 
Boninha: Sabes P. já não há nenhum (rapaz) que me faça sentir aquelas borboletas na barriga...
P. : Hummm, é mesmo. São giros e tudo mais, mas ... pronto.
Boninha: Mas vai-se olhando. O meu stor de psicologia é que diz cada uma mais filosófica acerca disso!
P. : Olha, eu por vezes até estou a ver uma novela, filme, série e penso, só a mim é que não me aparece assim um. Mas, ao mesmo tempo, eles são só giros e bons não cativam realmente.
Ah! Os stores de psicologia são todos assim.
Boninha: Concordo! Mas também a gente não procura nem se "atira", é preciso cativar realmente , que nos façam suspirar, por aquele brilho nos olhos e a vermelhidão espontânea. Isto de cativar, levar a um amor é realmente complicado!

P. 

P.S: Isto deveria ser publicado no dia 22, mas não foi possível. 


3 comentários:

Francisca disse...

Vocês são de tão longe :o

Daqui destes lados também não devem vir... E os que há são escassos

Suspiros disse...

A P. é que mora na "terriola", eu sou da Cidade xD

É um tirinho até ao Porto, para ambas !

M.

Pics disse...

Olha que os filmes românticos e as séries raramente retratam a realidade. As personagens ou são muito imperfeitas ou são perfeitas e levam muita gente a procurar aquilo que não existe.
Vais ver que vais encontrar alguém fantástico, que te faça sentir borboletas na barriga, mas que não seja um totó como os heróis da televisão :)